Marcadores

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

The Green Turtle, o primeiro super-herói asiático-americano



Em 1931, o Japão invade a Manchúria, na China, e logo em seguida cria um "estado fantoche" chamado Manchukuo.  Em 1937, tem início a Segunda Guerra Sino-Japonesa, trazendo consequências para a região.  Um ano antes, o Japão havia assinado um tratado na Alemanha, o que daria origem ao Eixo.  Em 7 de dezembro de 1941, ocorre o ataque aéreo japonês a base americana de Pearl Harbor no Havaí (um arquipélago no Oceano Pacífico pertencente aos Estados Unidos), o que acaba forçando a entrada dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial.



Em Junho de 1944, foi lançada a revista Blazing Comics da editora Rural Home, nela estreava o herói The Green Turtle, criado por Chu Fook Hing (1897-1967), nascido no Havaí. Hing era filho de chineses, formado na Chicago, atuou nas editoras Timely (atual Marvel), Fiction House, Avon Periodicals, Novelty Press, Eastern Color, George W. Dougherty Publishing Company, Superior Publishers Limited, Consolidated Magazines, e D. S. Publishing

O herói lutava contra japoneses na China durante a guerra. Hing pretendia que ele fosse oriental, mas foi impedido pelo editor, conforme comentei, por conta dos conflitos. Isso não era novidade:  Kato, o ajudante do Besouro Verde teve que mudar de etnia e o detetive Mr. Moto de John P. Marquand ficou anos sem ser publicado.

Green Turtle era colorido como caucasiano (pele rosada), mas nunca chegou a revelar a identidade.  Ele não chegava a ter superpoderes, lembrando um pouco personagens como Batman e Arqueiro Verde e,  tal como eles, possuía um ajudante, Burma Boy, que pode ser retratado como chinês. O herói desapareceu após quatro edições. A revista seria cancelada na sexta edição em abril de 1945. No dia 30 de abril, o Terceiro Reich é derrotado na Alemanha e a guerra é encerrada com os bombardeamentos atômicos das cidades de Hiroshima e Nagasaki, em agosto de 1945, o que forçou a rendição do império japonês.






Nos quadrinhos da Era de Ouro, era comum ver orientais sendo representados de forma estereotipada, fruto do chamado "perigo amarelo", um arquétipo presente desde o século XIX.  O vilão Fu Manchu, criado por Sax Rhomer, é possivelmente o melhor exemplo disso. Embora retratasse chineses como vítimas, Hing não escapou de colocar japoneses conforme as caricaturas e outras histórias da época.


Conforme o jornalista Paul Gravett relata em seu livro Manga: Sixty Years of Japanese Comics de 2004 (publicado no Brasil pela Conrad em 2006 como Mangá: como o Japão reinventou os quadrinhos), até mesmo o quadrinista Bob Fujitani, que é meio irlandês e meio japonês, retratou japoneses dessa forma em uma história do super-herói Shock Gibson da Harvey Comics publicada em Speed Comics #38 (Julho de 1945) . O perigo amarelo só mudava de nacionalidade, no pós-guerra foram os norte-coreanos e depois os vietcongs.
                                       

Green Turtle aparecia anos mais tarde em uma história em FemForce #36 (1991) da editora AC Comics, que se notabilizou por reprints (republicações) e histórias envolvendo heróis em domínio público. Em 2000, a editora publica Men of Mystery Comics #25, edição  toda focada em heróis que usam a cor verde, além de  Green Turtle aparecem : Lanterna Verde, Green Lama, Green Mask, e O Besouro Verde. Além de artigos, a edição publicou reprints de histórias da Era de Ouro: uma história protagonizada por Green Lama roteirizada por Ken Crossen e ilustrada no estúdio de Jack Binder e publicada em Prize Comics #v3#8 (Julho de 1943) e outra protagonizada por Green Mask por Louis Cazeneuve,  Arturo Cazeneuve (desenhos) e Pierce Rice (arte-final) publicada em  The Green Mask #9 (Fevereiro de 1942). A capa foi retirada de  Blazing Comics #2 (Julho de 1944).

                                           


Em 2014, o quadrinhista sino-americano Gene Luen Yang, conhecido pela graphic novel O Chinês Americano (publicada no Brasil pela Quadrinhos na Cia, selo da editora da Companhia das Letras) e por quadrinhos e livros da franquia Avatar: The Last Airbender, conhecida no Brasil como Avatar: A Lenda de Aang (animação americana bastante influenciada por animes e cultura oriental com produção terceirizada na Coréia do Sul), resolveu resgatar o herói em uma graphic novel, The Shadow Hero, roteirizada por ele e ilustrada por Sonny Liew, um quadrinista originário da Malásia, que atualmente vive em Singapura , que chegou a ilustrar quadrinhos para a Marvel. No livro, Luen Yang homenageia o autor, a identidade é finalmente revelada, Hank Chu, um sino-americano de Chinatown em Nova York.

                                   


Em 2015, Liew lançou em Singapura a graphic novel The Art of Charlie Chan Hock Chye, sobre carreira de Chan Hock Chye, um fictício pioneiro dos quadrinhos do país, Singapura é um país do Sudeste asiático, fortemente influenciado pela China e pela Índia, que faz parte da Península da Malásia (junto com Malásia, Myanmar e Tailândia) e que já foi colônia britânica e também foi dominado pelo império japonês durante a guerra e após ser devolvida ao governo britânico, tornou-se independente em 1959.  O livro traz a biografia de Chye por Liew e foi lançado nos Estados Unidos em 2016.

A graphic novel de Liew  lembra o romance The Amazing Adventures of Kavalier And Clay de Michael Chabon, sobre dois judeus que teriam criado um super-herói na Era de Ouro, The Escapist, posteriormente, a editora americana Dark Horse lançou quadrinhos do personagem.

                              

Em 2016, Gene Luen Yang criou para a DC Comics, o New Super-Man, um jovem chinês chamado Kenan Kong que ganha uma parcela dos poderes do Superman.

Fontes e referências

Men of Mystery 25


PG Tips No.41: My Best Comics & Manga of 2014: Year in Review

Shadow Herp no site de Gene Luen Yang

The Asian Comic-Book Superhero You Never Heard of is Getting a Second Chance

Chu Hing - Lambiek

About the Artist: Chu F. Hing

Green Turtle - Public Domain Super Heroes

Burma Boy - Public Domain Super Heroes

Chu Hing - Comic Vine

The Shadow Hero: o retorno de um herói esquecido

The Return of the Green Turtle – Gene Luen Yang Talks to Us about Superheroes, Immigration and Identity

The heroic return of Green Turtle

Sonny Liew: The Art of Charlie Chan Hock Chye

Asian Buck Teeth

Yellow Peril

How Censors Killed The Weird, Experimental, Progressive Golden Age Of Comics

Nenhum comentário:

Postar um comentário